Fique conectado

Vida de bicho

Cães, nossos companheiros mais antigos.

Equipe Clube dos Bichos

Publicado

em

Um estudo publicado pela revista science demonstrou que a relação entre os humanos e os cachorros já vem de longa data.

O trabalho revelou que a domesticação dos nossos amigos peludos surgiu a cerca de 11 mil anos. Inicialmente, realizou-se a doma dos cães pelo interesse do humanos ao auxílio com relação à caça. Assim, os cachorros se espalharam por todos os continentes.

Certamente, a alimentação desses ancestrais caninos provinha, além da caça, do compartilhamento entre os homens e os animais. Assim, naquela época os cães viviam dos restos de alimentos fornecidos pelos seres humanos.

Aliás, a alimentação natural também é uma das opções para a alimentação de nossos melhores amigos. Porém, a complexidade do fornecimento dessa alternativa para os nossos cães é enorme, pois cada raça e animal possui uma exigência de proteínas, carboidratos, gorduras e vitaminas específica (as 12 vitaminas essenciais para os cães).

Quer saber quais as diferenças entre a alimentação caseira oferecida para os animais antigamente e a alimentação natural balanceada? Veja esse post.

E então, para onde evoluiu essa relação entre os cães e os humanos?

Os ancestrais caninos se originaram de duas populações distintas. Uma situada no Oriente Médio e outra de cães que viviam na Sibéria.

Por meio da análise do DNA foi possível, no estudo, estabelecer a relação de parentesco entre as raças atualmente desenvolvidas/selecionadas e esses cães primitivos.

Mas, em algum momento os humanos iniciaram o processo de seleção das várias raças existentes nos dias atuais. Esse processo trouxe alguns benefícios, a saber: maior padronização entre indivíduos, seleção de cores, tamanhos e etc.

Contudo, naturalmente as “raças purificadas/selecionadas” também trazem diversos desafios para os tutores e para nós veterinários.

Entretanto, a possibilidade de dividir nossas vidas com esses maravilhosos seres, seja em nossas casas ou em nossos apartamentos, só é possível pois temos diversas raças que se adaptam aos mais diversos tipos de ambientes.

Então, quer saber quais as 7 raças de cachorro pequeno para apartamento que o Clube dos Bichos indicam, veja esses post.

Por fim, sabemos que para qualquer tipo de animal, com ou sem raça definida, o importante é que os nossos eternos companheiros cães estarão ainda ao nosso lado por muitos e muitos anos.


VEJA TAMBÉM:


Cachorro gordo: quais os riscos e como resolver o problema da obesidade canina.

Adoção de Cachorro: o amor supera qualquer barreira?


Fonte:

Origins and genetic legacy of prehistoric dogs.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: