Fique conectado

Seu Bicho no Clube

Petigato – Enfim, a família dos sonhos!!!

Equipe Clube dos Bichos

Publicado

em

clube dos bichos

Pessoal, bom dia! Este é o primeiro capítulo da minha história de adoção do Petigato. A narrativa É REAL, sou eu nas fotos! Sei que contei ano passado, mas triplicamos de seguidores e queremos contar para vocês essa nova versão narrativa. Espero que vocês gostem e que minha história possa inspirar o melhor no coração de vocês!

Capítulo 1 – A VIDA NAS RUAS

Bem, minha história começa com meu nascimento, junto de meus irmãozinhos e minha mãe. Eu os amava muito, mas não sei em que momento de nossas vidas fomos separados. Essa é uma lembrança que não tenho mais.

Por conta do meu comportamento manso, eu tenho um problema sério: sou um alvo fácil para os gatos ferais. Eu apanho TODOS os dias. Mesmo. Por isso, eu tenho que fugir da maldade humana e tenho que me proteger até da minha espécie. Ando sozinho, mendigo comida e carinho onde posso. Mas não é fácil, porque nem todos são amáveis como você que está lendo este texto.

Espere, ei, não me bata! São os gatos ferais da região… espere, eu não fiz nada….. (…) acordei. Eu apanhei tanto hoje que perdi os sentidos. Olha, estou dentro de uma casa, acho que essa senhora ficou com dó de mim. Ela está me dando comida, que bom, posso comer em paz!

Não, de novo não!! Os gatos entraram dentro da casa dela, estão me batendo de novo! Preciso fugir ou vão me matar.. DIAS DEPOIS

Amigos, estou tentando sobreviver ainda nas ruas. A comida é pouca, a perseguição tem sido implacável pelos gatos. Só que algo diferente está acontecendo… Tem umas tias me cercando, ouvi elas cochichando a palavra ABRIGO… O que será isso? Já sofri tanto, não quero mais sofrimento.

Não, estão me pegando! Me colocaram dentro de uma caixa! O que vocês vão fazer comigo tias?? Meu Deus, o que fiz para merecer isso… Acho que meu destino é realmente morrer. Talvez seja melhor assim, tenho sofrido muito.

CAPÍTULO 2 – O ABRIGO

As tias me trouxeram para esse tal de abrigo. Elas disseram que aqui é a @adoteumgatinho – eu estou sendo muito bem cuidado! Me deram um nome provisório “Olivier”. Eu tenho comida só para mim todos os dias! Converso com as tias, mio o tempo todo! Eu estou tentando contar para elas o que eu passava nas ruas. Eu falei que eu tenho PÂNICO de gatos, que eles me bateram demais e por isso eu não quero ficar com eles, eu fico muito estressado e morro de medo. Acho que as tias entenderam, porque elas me isolaram em uma jaulinha. É pequena, mas eu estou bem melhor do que nas ruas ou solto com esse montão de gatos.

clube dos bichos

As tias disseram que hoje vão tirar umas fotos minhas… Eu perguntei porque, e elas disseram que é para colocar no site para ver se alguém se apaixona por mim… Sei, quem vai se apaixonar por um gato adulto, medroso, que precisa ser filho único porque é traumatizado? Sem contar que eu to todo machucado, até rasparam os pelinhos perto do meu rabo para fazer curativo, eu tô todo feio. Mas as tias disseram que eu devo ser espontâneo e mostrar o que tenho de mais lindo dentro do meu coração… Aí eu perguntei se eu poderia falar na hora da foto “me adota”. Elas falaram que podia e que iam contar até 3. Então 1, 2 e 3… Eu soltei meu melhor MIAU para a pessoa entender que eu disse “me adota”.

Só que as tias foram realistas comigo. Minha adoção é difícil. Um gato adulto e filho único não é tarefa fácil. Mas elas falaram para eu não desanimar! Então, vamos um dia de cada vez.

DIAS DEPOIS

Sabe, apesar de todo o amor e carinho que recebo das tias, eu não estou bem. Estou com gripe, mas ouvi as tias dizendo que estou com um tal de quadro de início de depressão. Eu não tenho vontade de levantar sabe. Eu só quero ficar quietinho, não tenho mais tanta fome como eu tinha antes. Só quero ficar no meu canto.

As tias vieram pedir hoje uma nova foto… Claro, as primeiras não devem ter chamado a atenção de ninguém né? Quem vai se interessar por mim?

Elas disseram que essa foto é para uma tal de sacolinha de Natal que a AUG arrecada no bazar. Família eu acho que não vou ganhar mesmo, mas quem sabe pelo menos um presentinho?

CAPITULO 3 – A SACOLINHA DE NATAL QUE NÃO DEU CERTO

Chegou o tal do dia do Bazar da Adote um Gatinho. As tias estão como loucas, correndo de um lado para o outro.

Assim, quando as pessoas entram no Bazar, elas se deparam com um mural de um monte de fotos, onde podem fazer uma doação para o gatinho que desejarem.

Fiquei sabendo que foi um casal lá e perguntou onde estava o Olivier no mural. Eles compraram a sacola para mim! E eles ganharam a tal da minha foto. Bem, admito que essa foto não está legal, porque eu estou meio tristinho sabe… aquela energia de quando cheguei está indo embora, como eu disse antes eu só quero ficar quietinho.

Esse casal voltou no final da tarde do bazar perguntando para as voluntárias se poderiam me conhecer, porque eles ficaram impressionados com meus olhinhos tristes na foto. As tias deixaram que eles viessem ao abrigo na semana seguinte. Ou seja, além de sacola eu agora vou ter uma visita!

UMA SEMANA DEPOIS

Olivier, você tem visita hoje – disse uma das tias. Mas, sabe, eu estou cansado. Sinto meu corpinho fraco, eu quero ficar deitadinho. Espero que eles não se importem.

Os tais humanos chegaram. Então, a humana veio na jaulinha e me chamou pelo nome. EU PRECISO LEVANTAR, pensei comigo. Ela veio aqui só para me ver, e ela parece ser uma pessoa boa! Eu levantei e disse Olá (“miau”) e me esfreguei nas mãos dela que seguravam a barra da jaulinha. Ela começou a chorar – será que eu fiz alguma coisa errada? Não pode ser!

Eles me trouxeram um sachê, me pegaram no colo e fizeram muito carinho. Eu resolvi conversar com eles, contar um pouco da minha história sabe? Nossa, eles são tão carinhosos comigo!

Espere, não vão embora! Eles estão indo, me colocaram de volta na jaulinha. As tias da @adoteumgatinho estão indo lá fora conversar com eles, será que aconteceu alguma coisa?

Bem, vou voltar para o fundo da minha jaulinha. Foi bom conhecer vocês. Obrigado por minha visita e sejam felizes.

CAPITULO 4 – UMA VIAGEM SEM VOLTA

Faz uma semana que aqueles humanos vieram me visitar. Minha gripe passou depois de muito remedinho e amor que as tias da @adoteumgatinho me deram.

A tia chegou aqui e disse para mim que chegou a hora, que eu tenho que ir. Ir? Para onde? Tia, vocês não vão me deixar na rua de novo né? Por favor, eu não quero voltar para lá, prometo que vou ser um gato ainda mais bonzinho, não me abandone.

clube dos bichos

Não adiantou, ela me colocou na caixa de novo, me levou pro carro e começou a dirigir. Ela disse para eu não me preocupar, que tudo vai dar certo… ela não entende que eu não consigo mais cuidar de mim nas ruas… Devia ter comido mais hoje, para fazer reserva.. Eu estou ficando muito nervoso…

O carro parou. Mas não estamos no lugar que me resgataram, é um prédio. A tia está entrando comigo e toca a campainha de um apartamento. A humana que me fez carinho abriu a porta! O humano também está lá!

Eu não entendo, eles estão conversando e a humana assinando uns papéis. A tia abre a caixinha e diz: “pode vir Olivier, essa é sua casa nova”. CASA????? Como assim? A humana me pegou no colo e disse: “Seja bem-vindo, somos sua família para sempre! Você vai se chamar Petigato porque é um doce de gatinho. Queremos que você seja feliz e tenha uma vida tranqüila. Chega de fome e abandono. Agora estamos juntos!”.

Tia, você não me disse que era isso. Fui ADOTADO!!! Eu tive muita sorte, quantos gatinhos dariam tudo para não ter sua própria casinha segura, comida, água, amor e cuidados?

A Tia falou que queria tirar uma foto para registrar o momento. Claro, por que não? Então, na hora do registro eu soltei meu MEAUUUU, que quer dizer “Muito obrigado”! Obrigado tias que me resgataram e não desistiram de mim! Também para as tias que cuidaram de mim na AUG! E a cada pessoa que ajuda as ONGs a resgatar gatinhos e permitir finais felizes como o meu!

Por fim, espero que minha história se repita muitas e muitas vezes! Amanhã vou completar 02 anos de adoção e 04 de idade! Estou muito feliz, de verdade. Lambeijo enorme a cada um de vocês que acompanham nosso perfil, que nos mandam mensagens lindas e que nos ajudam nas campanhas que fazemos ou divulgamos. Sou um 🐈 com muita gratidão!


LEIA TAMBÉM:


ACUPUNTURA: O que é? Para que serve?

Filhote com 20 dias, 30 dias ou 45 dias pode comer ração?

7 DICAS INFALÍVEIS para eliminar pulgas do ambiente externo e interno.


  • Bichinho: Petigato
  • Tutores: Tatiana e Paulo
  • Instagram: @petigato_fofo

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: