Fique conectado

Fases da Vida

Cachorro no cio: O que é? Quais as fases do cio?

Publicado

em

Com certeza você já ouviu falar no termo “cachorro no cio”. Apesar de o termo poder ser usado no senso comum como algo pejorativo, essa é uma fase que ocorre em nossos amigos peludos e é de extrema importância em sua saúde reprodutiva.

Quem tem uma cadela em casa, ou um macho que pretende procriar, é muito importante conhecer sobre o cio e suas fases.

Hoje, você vai descobrir um pouquinho mais sobre o mundo da gravidez de sua cadelinha e certamente sairá deste texto com uma maior vontade de ter alguns filhotinhos correndo pela sua casa.

Então, vem com a gente conhecer tudo sobre o ciclo do cachorro no cio e como saber se a cadela está no cio.

Mas o que é o período de cio nos cachorros?

O cio se refere ao período cíclico no qual o organismo da cadela passa por uma série de alterações no qual irá se preparar para receber uma futura gestação.

Esse processo lembra a menstruação da mulher, porém, o cio é ainda mais complexo e tem suas peculiaridades.

Fases do Cio no Cachorro.

O ciclo de cio da cadela , chamado de ciclo estral, é a fase reprodutiva dos cães, na qual as fêmeas apresentam receptividade sexual seguida da ovulação.

Aliás, é durante esse período que as fêmeas, com frequência, manifestam comportamentos fora da sua normalidade: uma fêmea dócil pode ficar mais agressiva ou, de modo contrário, uma cadela mais agressiva pode estar extremamente dócil.

Isso varia muito de animal para animal, entretanto a maioria dos casos as alterações de comportamento são muito discretas.

As mudanças tanto fisiológicas quanto comportamentais dos animais devem ser observadas para que não perca os melhores momentos de receptividade do cachorro no cio.

Aliás, em alguns casos a oportunidade de gestar se limita a períodos muito curtos, que ocorrem em cada ciclo reprodutivo do animal.

A cadela não é uma espécie estacional, ou seja, um animal que desenvolve os ciclos de cio apenas em determinadas épocas do ano. Entretanto, alguns estudos já apontaram uma maior frequência de ciclos ocorrendo durante o inverno e o verão.

A duração total do ciclo estral e a duração de cada fase podem variar de acordo com a raça e porte da cadela, dificultando a determinação da fase do ciclo e o momento ideal da reprodução.

O ciclo estral canino corresponde a sucessivas fases recorrentes, a saber: proestro, estro, metaestro, diestro e anestro.

1. Proestro

Nessa primeira fase as cadelas apresentam o clássico sinal de cio: vulva inchada e sangramento. É nessa fase que o organismo esta se preparando para a ovulação.

É caracterizado pelo interesse sexual do macho pela fêmea, já que a cadela passa a exalar um cheiro característico que chama a atenção dos machos.

Porém, nesse período a fêmea ainda não está aceitando o macho, ou seja, irá procurar afastar o parceiro sempre que ele tentar o contato.

Essa fase dura em média de 9 dias, podendo variar para mais ou menos dias.

2. Estro

É o período fértil da cadela. Nessa fase o sangramento é discreto ou pode nem acontecer.

É esse o momento em que a cadela passa a aceitar a aproximação do macho, aliás é o momento ideal de fazer o cruzamento, também chamado de monta. Portanto, fique atento pois esse é o momento certo para deixar os dois cachorros tranquilos e a vontade até que ocorra a cruza.

Nessa fase a cadela muda de comportamento, podendo ficar mais dócil ou agressiva. Aqui ela passa a procurar o macho deixando-o cheirar, ver a vulva, esfrega o rabo entre outros comportamentos característicos desta fase do cio.

Esse período também costuma durar em média de 9 dias, mas é difícil definir com exatidão quanto tempo a cadela fica no cio em cada ciclo. Aliás, o melhor é sempre observar o comportamento do seu animal e de sua/seu parceiro(a).

3. Metaestro:

O metaestro tem como característica principal a ovulação que é a liberação do óvulo pelo folículo.

Em cadelas, não há estágio de metaestro propriamente dito, pois a ovulação ocorre no início do estro, de forma que, ao término do comportamento sexual, os corpos lúteos já estão formados.

Essa fase dura em torno de 2 dias.

Portanto, podemos verificar que, em média, 15 a 20 dias é quanto tempo o cachorro fica no cio, ou seja, esse é o período total em que podemos observar as alterações corporais e de comportamento em nossos melhores amigos.

4. Diestro:

É a fase do cio da cadela na qual ela não é mais receptiva ao macho, certamente esse é o principal sinal para saber se o cio da cadela acabou. Nesse período há os níveis máximos de progesterona.

O diestro não gestacional dura em torno de 75 dias. Mas, quando a fêmea ficar grávida este período dura o tempo da gestação que é em média de 60 dias.

A cadela que ovula e ficar grávida, não retorna imediatamente a um novo estro, pois ela não sofre luteólise abrupta como no pré-parto. Luteólise é definida como a perda da função do corpo lúteo (CL) e sua regressão ou involução, que encerra o ciclo estral.

A cadela é o único animal doméstico em que o diestro tem uma duração superior em animais não gestantes que com gestação.

5. Anestro:

Este é o período de inatividade sexual das cadelas. Esse momento ocorre tanto em animais que ainda não atingiram a maturidade sexual, por exemplo filhotes, como também em fêmeas gestantes, durante o pós-parto.

As fêmeas que por qualquer motivo, mesmo que adultas, não apresentam mais a quantidade de hormônio suficiente para entrarem em um novo ciclo, também se enquadram nessa fase, o anestro.

Mas qual a idade ideal para a procriação de cães?

Essa é uma dúvida muito comum em quem possui animais domésticos ou até pretende fazer criação dos seus bichinhos.

Leite para filhote de cachorro

Para poder engravidar certamente a cadela teve um cio, porém não conseguimos ter certeza quando será o primeiro cio da cadela, já que este momento varia muito. Portanto, não podemos estabelecer uma regra, mas geralmente raças pequenas são precoces e raças grandes são mais tardias.

E aí, gostou de conhecer os principais aspectos do cachorro no cio? Já está pensando em quanto tempo sua cadela pode ter os primeiros filhotinhos? Esperamos que sim! 

Aliás, você pode conferir também outros assuntos sobre o cruzamento entre cães no Clube dos Bichos, como: Quanto tempo dura o cio de uma cachorra? Cadela tem cólica? ou Quantas vezes a cadela entra no cio no ano? Esperamos você no próximo post!


guilherme rezende

Guilherme Rezende

Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós graduado em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Universidade Castelo Branco (UCB).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.

fabiano carregaro

Fabiano Carregaro

Médico Veterinário graduado pela Universidade de Brasília (UnB).
Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.


Referências Bibliográficas:

  1. Hafez, E. S. E. e Hafez, B. Reprodução Animal. 7ª Edição. 2004.
  2. da Silva, E. I. C. Fisiologia do Ciclo Estral dos Animais. Departamento de Zootecnia – UFRPE. Embrapa Semiárido e IPA. 2020.
  3. da Silva, L. D. M. e Lima, D. B. C.. Aspectos da Fisiologia Reprodutiva da Cadela. Anais do IX Congresso Norte e Nordeste de Reprodução Animal. CONERA – 2018.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: