Fique conectado

Fases da Vida

Por que cachorros ficam grudados após a cruza?

Entenda um pouco mais sobre o processo de reprodução de nossos animais e esse ato tão curioso.

Publicado

em

cachorros ficam grudados

Motivo de alegria de alguns tutores e preocupação de outros, durante o cruzamento dos cães é o fato de que algumas vezes os cachorros ficam grudados. A verdade é que a geração de novos peludinhos tem algumas características bem peculiares e é sempre interessante que nós, seres humanos, entendamos como ela funciona.

E se seu animal não é castrado e você resolveu colocá-lo para cruzar e gerar novas vidas, pode ter ficado surpreso com algo que é provável de ter acontecido: o fato do macho e da fêmea ficarem bem grudados, mesmo depois do ato sexual. E aí, você sabe se isso é normal?

Hoje o Clube dos Bichos vai te explicar se isso é normal ou não, além de outras curiosidades sobre o cruzamento dos cães. Vem com a gente aprender mais!

Antes, um pouquinho de anatomia canina. 

Os nossos cães machos, em seus pênis, possuem uma área denominada bulbo que fica bem na base do membro. Quando eles estão prontos para o ato sexual, o bulbo é irrigado pelo sangue e com isso aumenta consideravelmente de tamanho

Por outro lado, as fêmeas possuem logo na entrada da vagina um anel fibromuscular que possui um diâmetro bem reduzido. E é justamente esse anel o responsável por manter os dois animais “grudados” após o cruzamento.

Então, sim!!!!! Os cachorros ficarem grudados é normal e, aliás, até benéfico para o acasalamento e para a manutenção da espécie.

Mas, por que isso acontece?

O anel fibromuscular das fêmeas faz uma pressão no bulbo na hora do ato sexual impedindo que o pênis do macho saia da vagina. Na prática, é como se o anel prendesse o pênis dentro da vagina das cadelas. 

E o porquê disso tudo? A explicação é bem simples e tem a ver com uma questão evolutiva da espécie. Se o pênis permanece dentro da vagina durante mais tempo, as chances do sêmem chegar até o óvulo e fecundá-lo é maior, aumentando a probabilidade da geração de uma nova vida.

Mas, quanto tempo os cachorros ficam grudados nas cadelas?

Não é possível definir a priori quanto tempo essa aproximação intensa vai durar, mas o que sabemos é que enquanto o macho tiver ereção, eles ficarão grudados. 

Além disso, em média a ereção dos cães dura de 15 minutos a 1 hora, sendo esse um bom parâmetro para saber quanto tempo o ato irá durar. 

Mas não se preocupe se o tempo for menor ou maior que isso: cada animal é diferente e se comporta de um jeito!

O que fazer para separar os cachorros que ficam grudados?

A boa notícia é que não há nada a se fazer nesse momento! Deixe que os animais se reproduzam da maneira adequada sem interferir, afinal isso é da natureza deles. 

O que você não deve fazer, em nenhuma hipótese, é tentar separá-los, sobretudo utilizando violência. Você pode ferir seu animal, já que ele pode sofrer até mesmo uma fratura no pênis. 

Muitas pessoas até jogam água para espantá-los. Não faça isso!!! O susto pode fazer com que o macho tenha uma saída abrupta, que pode igualmente machucar os dois peludos. 

Ficar grudado garante o nascimento de novos cãezinhos? 

Por ser uma etapa comum e necessária no cruzamento dos cães, mas o simples fato deles ficarem grudados não vai garantir a fecundação e fazer com que a fêmea fique grávida. 

É um ato que contribui para isso, mas não é um indicativo de fecundação. Outras medidas são mais eficazes quando temos esse objetivo.

cães ficam grudados
caes-ficam-grudados

Para você saber mais…

Quando ocorre o cruzamento? 

O cruzamento de nossos cães só ocorre se a fêmea estiver no cio. Aliás, diferentemente da espécie humana, o sangramento nas cadelas é um indicativo que ela está pronta para o ato sexual e que irá aceitar o macho.

O período de aceitação dura de quatro a cinco dias, assim, caso queira saber tudo sobre esse processo das fêmeas é só clicar aqui neste outro post

E o ideal é que o cruzamento seja feito entre cães da mesma raça, para evitar sofrimento da cadela na hora do parto. Se não for possível que os dois tenham a mesma raça, certifique-se pelo menos que a fêmea é maior que o macho.

Machos maiores geralmente geram filhotes muito grandes para o corpo da fêmea, que passam por trabalhos de parto mais complexos, o que pode gerar muito sofrimento para sua melhor amiga peluda. 

Por fim, evite deixar que cães de uma mesma família cruzem. Os filhotes gerados de cruzamentos entre animais parentes tem mais chances de apresentar problemas de saúde. 

E aí, curtiu esclarecer essa dúvida tão comum sobre a reprodução dos cães? A gente espera que sim! Aqui no Clube dos Bichos temos diversos conteúdos relacionados à reprodução de nossos pets. Ah, e se você tiver outro questionamento ou curiosidade, conte pra gente! Ficaremos felizes em te ajudar. 

Obrigado pela leitura e até a próxima!



guilherme rezende

Guilherme Rezende

Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós graduado em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Universidade Castelo Branco (UCB).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.

fabiano carregaro

Fabiano Carregaro

Médico Veterinário graduado pela Universidade de Brasília (UnB).
Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.

Referências Bibliográficas:

SILVA, L. D.; LIMA, D. B. Aspectos da fisiologia reprodutiva da cadela. v. 42, n 3-4, p 136-138, 2018.

BARNI, B. S. Hiperplasia Endometrial Cística em Cadelas e Gatas. p 1-2, 2012.

Hafez, E. S. E. e Hafez, B. Reprodução Animal. 7ª Edição. 2004.

Clique para comentar

Deixe uma resposta