Fique conectado

Saúde

Teoria dos Oito Princípios: Medicina Veterinária Tradicional Chinesa.

Catiane Lopes

Publicado

em

A teoria dos oito princípios fala sobre as características que, dentro da Medicina Veterinária Tradicional Chinesa (MVTC), permitem identificar a localização e a natureza de desarmonias no corpo de nossos animais, bem como estabelecer o princípio correto de tratamento que será escolhido pelo médico veterinário acupunturista.

A MVTC se utiliza de duas etapas para o diagnóstico do paciente: a identificação da etiologia (causa do problema) e a identificação da síndrome instalada no organismo do indivíduo.

Sendo assim, um diagnóstico preciso é a base da escolha do tratamento adequado, seja por meio de diversos métodos de acupuntura ou de fitoterapia chinesa.

Portanto, quanto mais preciso for o diagnóstico, maior será o êxito na escolha do tratamento, e, consequentemente, maiores chances de cura. O médico veterinário irá determinar o padrão do paciente segundo a MVTC por meio da observação do estado geral do paciente, ou seja, da qualidade de seu Shen (espírito), língua e pulso.

Quais são as etapas para o diagnóstico na Medicina Veterinária Tradicional Chinesa?

No desenvolvimento de um diagnóstico, segundo a visão da MVTC e seu plano de tratamento, existem 5 etapas:

  1. Coleta de dados clínicos: usa-se a inspeção, olfação, audição, anamnese e palpação, sendo muito importantes os diagnósticos de pulso e língua.
  2. Nome da doença: em geral, trata-se da queixa principal relatada pelo proprietário (por exemplo, tosse, diarreia, sangramento).
  3. Diferenciação de padrões: etapa mais importante, pois o protocolo de tratamento depende dela. Os sistemas mais empregados na diferenciação do padrão da doença são os Oito Princípios, as Síndromes Zang-Fu, os Seis Estágios, os Quatro Níveis, os Padrões San-Jiao, os Padrões de Patógenos, os Padrões de Qi-Sangue-Líquidos Orgânicos e os Padrões de Meridianos.
  4. Estratégia de tratamento: etapa que tem como base a diferenciação dos padrões para que se determine o tratamento adequado a ser adotado.
  5. Seleção do Tratamento: o tratamento adotado será de acordo com o determinado na etapa 4.

Então, como os Oito Princípios auxiliam no diagnóstico das doenças dos animais?

Os Oito Princípios se tornaram a base e as diretrizes do diagnóstico segundo a MVTC. Assim, o diagnóstico por meio desses princípios é o mais básico e o mais importante estágio do diagnóstico sindrômico na MVTC, no qual se classifica a patologia (doença) quanto à sua natureza, localização, intensidade e caráter (yin ou Yang).

Isto baseado na análise dos sinais e dos sintomas apresentados, podendo, ainda, ser aplicado em qualquer tipo de patologia ou desarmonia.

Juntamente com a Teoria dos Cinco Elementos, que trabalha os meridianos no corpo, o sistema dos Oito Princípios se utiliza de conceitos avançados do Yin e Yang, que se baseia na qualidade (yin/yang e calor/frio), quantidade (excesso/deficiência) e localização da patologia (exterior/interior).

Além dos Oito Princípios, os fatores patogênicos externos (vento, umidade, secura, calor de verão) devem ser considerados por também influenciarem o indivíduo e até mesmo poderem se tornar ameaçadores e patológicos (adoecedores), caso o organismo se encontre em estado vulnerável e as condições sejam severas.

Essas classificações ajudam a distinguir e descrever a desarmonia do indivíduo, pois cada órgão do sistema de meridianos é sensível às influências ambientais, tendo,assim, cada um, propensão de estarem envolvidos com os Oito Princípios.

Como o médico veterinário acupunturista utiliza todos esses conhecimentos?

Em geral, o médico veterinário acupunturista usará uma combinação dos Cinco Elementos com os Oito Princípios para auxiliar o diagnóstico e tratamento do paciente.

Ou seja, o diagnóstico pela Teoria dos Oito Princípios norteia os tratamentos adequados para cada situação de adoecimento.

Mas, como este adoecimento é dinâmico, os fatores patogênicos podem se aprofundar,  superficializar ou transformar-se, sendo importante que se realize nova identificação dos parâmetros a cada sessão de acupuntura, para se evitar tratamentos e condutas equivocadas.

Ao ler sobre os princípios da MVTC, aborda-se muitos conceitos incomuns e pouco familiares, o que pode gerar uma dificuldade de compreensão da técnica.

Contudo, busque manter em sua mente apenas que a MVTC é meramente uma visão do corpo humano ou animal sob uma perspectiva um tanto quanto diferente do nosso usual.


VEJA TAMBÉM:


ACUPUNTURA: O que é? Para que serve?

Medicina Tradicional Chinesa Veterinária – O que é?

5 elementos da natureza: Medicina Veterinária Tradicional Chinesa

Além disso, aproveite para assistir também aos vídeos que publicamos lá no canal do YOUTUBE e as outras matérias do site! Abraços e até a próxima.


catiane-lopes

Catiane Lopes

Médica veterinária graduada pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 2012.
Mestre em Ciência Animal pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em 2016.
Especialização em acupuntura veterinária pelo Instituto Jaqueline Pecker, em 2013, e pelo Instituto Incisa Imam, em 2018.
Atua como veterinária clínica geral e acupunturista veterinária de pequenos animais.


Referência Bibliográfica:

Lobo Junior, J. E.S. Acupuntura na prática clínica veterinária. São Caetano do Sul, SP: Interbook, 2012.

Xie, H. Medicina Veterinária Tradicional Chinesa: princípios fundamentais. São Paulo: MedVet, 2012.

Schwartz, C. Quatro patas, cinco direções: um guia de medicina chinesa para cães e gatos. São Paulo: Ícone, 2008.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: