Fique conectado

Alimentação

Cachorro pode comer maçã? Saiba a resposta!

Publicado

em

cachorro-pode-comer-maca

Existem muitas frutas que cachorros podem comer e mesmo a maçã sendo é uma fruta conhecida e amada em todo Brasil, será que cachorro pode comer maça?

Para ajudar todos os tutores que desejam oferecer petiscos e snacks naturais, o Clube dos Bichos preparou uma série de conteúdos sobre frutas, legumes e verduras que os cães costumam gostar muito, mas que ainda suscitam dúvidas sobre a toxicidade ou mesmo mal estar que podem gerar nos animais. Já falamos sobre banana, melancia, cenoura e muito mais!

Agora é a vez da maçã ser a estrela, pois não é difícil que nossos melhores amigos caninos tenham interesse pela crocância e pelo sabor adocicado dessa fruta.

Hoje, você descobre um pouquinho mais sobre as características da maçã, se ela é benéfica ou não para os peludos e quais são as melhores formas de apresentação. Vem com a gente conhecer as propriedades, os benefícios e recomendações para a ingestão da fruta pelos animais. 

A maçã e suas características nutricionais.

Conhecida mundialmente, a maçã é originária da Ásia e da Europa e está na posição número 1 de frutas mais cultivadas no mundo todo

Assim, são várias as espécies do fruto da macieira, entre elas fuji, gala, maçã verde, Brasil, red e melrose, sendo que, em média, a maçã pesa de 100 a 200g que são fonte de muitos nutrientes! 

Ela é rica em vitaminas B1, B2, niacina, ferro e fósforo. Sua casca possui pectina, uma proteína muito importante. Além disso, ela é adstringente, possui flavonoides e uma alta concentração de fibras

Por fim, é rica em frutose e possui, em média, cerca de 55 calorias.

Aliás, quais os benefícios gerais da maçã para o organismo.

A alta concentração de vitamina A na maçã é responsável por diversos benefícios para a saúde. A primeira delas é sentida na pele e nos pêlos de nossos animais, que apresentam mais viscosidade.

Já a função ocular pode se beneficiar a partir da ingestão da fruta, evitando até mesmo a cegueira noturna

Já o alto teor de fibras tem impacto diretamente no trato intestinal dos animais, que fica mais regulado. Por isso, ela é uma grande aliada de males como diarreia e prisão de ventre caninos. Essas fibras também são benéficas para o sistema circulatório, já que previnem o acúmulo de gordura nas veias e artérias. 

A maçã também tem um efeito filtrante e até mesmo limpante no organismo de nossos animais. Por esse motivo, ela é uma aliada dos rins e do sistema renal como um todo. 

Falando especificamente sobre a casca, ela é ótima para a limpeza dos dentes dos nossos peludos. Além disso, nela está o licopeno que, por sua ação antioxidante, retarda o envelhecimento celular, cerebral e o aparecimento de males como o câncer. 

Por fim, a maçã tem um alto volume de água em sua composição! Por esse motivo, ela é ótima para cãezinhos que apresentam sinais de desidratação, sobretudo os filhotes.

Mas, cuidado!!! Pois nem tudo é alegria quando se trata da maçã.

Há um componente da maçã que é altamente tóxico para os animais: a semente

Ela possui uma substância chamada amigdalina, que já se acreditou ser ótima para os cães mas é, na verdade, extremamente tóxica. Essa substância é um glicosídeo composto por açúcar, ácido cianídrico e benzaldeído e, quando presente no corpo do animal, impede que o oxigênio seja transportado de forma correta e suficiente por todo organismo dele. 

Quando consumida sobretudo em excesso, as sementes podem causar problemas respiratórios, convulsões e até mesmo levar à internação de seu animal. 

Além de tudo isso, as sementes podem causar engasgo quando o animal possui pequeno porte.

frutas-que-cachorro-podem-comer

Então, cachorro pode comer maçã?

Com tantos benefícios somados, a resposta não pode ser outra: sim, cachorro pode comer maçã!

Entretanto, alguns cuidados seguem sendo fundamentais para o organismo de seu animal, pois, além da ingestão da semente, você precisa estar atento às seguintes questões: 

  1. Nenhuma dieta animal deve ser baseada em apenas um ingrediente, nem mesmo na maçã. Ela é um complemento muito interessante, mas é preciso oferecer em pequenas quantidades, para evitar que seu cão esteja nutrido com poucos nutrientes apenas. 
  2. O paladar do seu animal deve ser sempre respeitado. Experimente oferecer a maçã a ele e, caso ele não goste, não force para que ele coma mais. Não é prejudicial não gostar da fruta e certamente ele irá gostar de outros alimentos in natura que você oferecer. 
  3. O médico veterinário responsável por ele deve ser avisado da inserção da fruta na dieta. Esse profissional conhece seu amigo de forma completa e personalizada, por isso precisa saber qual é a dieta dele e quais alimentos ou snacks são oferecidos. Só assim ele irá compreender algumas disfunções ou possíveis problemas que podem aparecer. 

Vamos te mostrar agora algumas orientações práticas na hora de oferecer a maçã ao seu cachorro.

Mas como oferecer maça para cachorro comer?

A forma mais prática de oferecer a maçã é crua, higienizada, cortada em pequenas fatias para evitar que seu cão engasgue. Como já destacamos, sempre retire a semente ao oferecer ao seu animal. 

Se você deseja inserir a maçã na alimentação de seu cão de uma maneira diferente e deliciosa, saiba que é possível fazer um gostoso gelato com a fruta e oferecê-lo ao seu animal! O Clube dos Bichos traz a receita desse prato pra lá de saboroso no ebook produzido em conjunto com a médica veterinária Lívia Dias. São mais de receitas que vão fazer sucesso com seu pet! Clique e adquira o seu.

E o cachorro pode comer maça com casca e tudo?

A casca da maçã é excelentes fontes de fibra para a dieta de nossos cães. Portanto, não se preocupe em fornecer a maçã com a casca ao seus cachorros. E sim, cachorro pode comer maçã verde e também maçãs de casca vermelha.

Porém, fique atento pois devemos cortar as maçãs para que nossos animais possam se deliciarem com mais essa fruta que cachorro pode comer sem nenhum tipo de risco, seja pelo tamanho da fruta que pode fazer com que eles se engasguem ou mesmo para retirarmos algumas partes conforme vamos tratar a seguir.

cachorro-pode-comer-maca-verde

Frequência para oferecer 

Não há uma medida padrão para definir a quantidade e frequência ideias. Mas, você pode fazer uma conta básica de 1 a 3 porções para cães de pequeno porte e 3 a 5 porções para cães de grande porte. 

Isso sempre pensando que você deve evitar oferecer a maçã perto das refeições maiores de seu animal e no máximo de duas a três vezes na semana. 

Sendo assim, consulte o veterinário para definir de forma personalizada a frequência ideal para seu cão.

Quando oferecer maçã para cachorro comer?

Além dos momentos de descontração e adestramento, a maçã pode ser priorizada quando seu animal apresentar problemas intestinais. Ela é altamente indicada para os cães que possuem gastrite, inflamações no intestino e colite canina, sejam de forma crônica ou aguda.

Cachorro pode sim comer maçã, mas atenção a esses detalhes!!!

Por ser muito agradável ao paladar dos peludos, é comum que eles fiquem ansiosos para comer a fruta. Por isso, não se esqueça de oferecer com calma, sempre em pedaços pequenos e nunca ela inteira. 

Além disso, o excesso pode levar à obesidade canina e diabetes, nos casos mais raros. Apesar de não ser tão comum quanto com outras frutas, fique atento sempre às quantidades ofertadas. 

E aí, gostou de conhecer os benefícios da maçã no organismo dos nossos pets? Já está pensando em incluí-la na dieta de seu peludo? Esperamos que sim! 
Você pode conferir também as propriedades e benefícios da banana aqui. Esperamos você no próximo post!


guilherme rezende

Guilherme Rezende

Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Pós graduado em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Universidade Castelo Branco (UCB).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.

fabiano carregaro

Fabiano Carregaro

Médico Veterinário graduado pela Universidade de Brasília (UnB).
Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.


Referências Bibliográficas:

Couto, H. P. e Corte Real, G. S. C. P.. Nutrição e Alimentação de Cães e Gatos. Aprenda Fácil Editora. 2019

França, J.. Alimentos convencionais versus naturais para cães adultos. Tese de Doutorado. 2009.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: