Fique conectado

Alimentação

Alimento proibido? Descubra se seu cachorro pode comer tomate!

Conheça as propriedades do fruto e os benefícios que ele oferece ao organismo de seu animal

Publicado

em

Será que tomate faz mal para cachorro ou cachorro pode comer tomate? Sabemos que variar a alimentação de nossos melhores amigos é uma possibilidade e um assunto que todos os tutores precisariam ficar atentos.

Afinal, além de levar mais nutrientes diversos para os cães, é impossível não se derreter quando eles pedem um pedacinho de alimento. Mas aí surge a dúvida: quais ingredientes podem ser oferecidos? Por exemplo, um cachorro pode comer tomate? 

Já adiantamos que é sempre melhor priorizar os alimentos naturais, como frutas, legumes e verduras. Mas, ainda assim, alguns produtos in natura infelizmente possuem toxinas o que os tornam proibidos para nossos animais.

Pensando nisso, o Clube dos Bichos preparou uma série de conteúdos falando um pouco mais sobre diversos alimentos que cachorro pode comer (ou não!!!), em especial aqueles que trazem mais dúvidas para os nossos leitores. 

Hoje, vamos conversar mais sobre o tomate. Mas, será que ele está liberado para consumo animal? Vem conferir a resposta!

Você conhece a fruta tomate?

Caso tenha se surpreendido, saiba que o tomate não é um legume e sim um fruto. Ele está presente na culinária humana no mundo todo e em diversas receitas.

O tomate faz bem para nós humanos por ser rico em vitaminas dos complexos A, B e C, além de carregar diversos sais minerais, como magnésio, potássio, fósforo, cromo e cálcio.

Além disso, a fruta ainda possui ácido fólico e niacina, nutrientes essenciais para a manutenção da saúde tanto de nós humanos quanto também dos nosso queridos animais. 

Uma das substâncias mais conhecidas do tomate é o licopeno. Presente na casca do fruto, esse carotenoide é o responsável pela coloração avermelhada e é um poderoso antioxidante natural. 

Por fim, o tomate possui cerca de 21 calorias e possui mais de 7 mil espécies espalhadas pelo mundo, sendo no Brasil as formas mais conhecidas a saber: o tomate cereja, o tomate italiano e o tomate longa vida – muito utilizados em saladas.

Você pode também gostar deste post: Cachorro pode comer ovo? Mesmo que seja ovo cru?

Aliás, quais são os benefícios do tomate para meu cão?

Cada um dos nutrientes mencionados acima é responsável por diversos benefícios quando damos o tomate para cachorro. Mas e então, tomate é bom para quê?

O licopeno em conjunto com a vitamina C combate o envelhecimento precoce dos cães, além de prevenir doenças como o câncer, sendo um importante aliado no fortalecimento da imunidade de nossos cachorros. 

Além disso, a vitamina A e a vitamina C previnem doenças dos olhos além de melhorarem a visão de nossos pets.

Outro importante nutriente é a niacina, pois auxilia o trato digestivo e o bom funcionamento dos do intestino dos cachorros. 

Mas tem algum benefício adicional dar tomate cereja para cachorro?

Os tomates de modo geral possuem os mesmos tipos de nutrientes, portanto o seu cachorro pode comer tomate cereja, tomate italiano ou mesmo o tomate longa vida e se beneficiar da mesma forma.

Então, escolha o tipo de tomate que mais lhe agradar e saiba que seu cãozinho irá gostar bastante e ficar muito saudável com a sua escolha.

Quer saber mais sobre as vitaminas essenciais para o seu melhor amigo? Veja aqui quais as 12 vitaminas essenciais para os cães.

Quais cuidados é preciso ter ao oferecer tomate ao seu cão?

Mas, o tomate é um fruto que necessita de algumas atenções especiais. 

A primeira delas é em relação à solamina, uma substância presente nas folhas e no restante da planta. Também relacionada à solamina, o fruto carrega a tomatina. Essas duas substâncias são altamente tóxicas e podem levar seu cão a um estado grave. 

Quando o tomate está maduro, essas duas substâncias não estão presentes no fruto. Mas, quando você o oferece ainda verde, seu animal pode se intoxicar, bem como quando ele come as folhas do tomate. Também nos frutos verdes está presente a substância glicoalcalóide, que pode ocasionar vômitos e diarreias. 

Além disso, a semente do tomate também é tóxica, por isso deve ser sempre evitada. 

Mas e então, cachorro pode comer tomate?

Com algumas restrições e cuidados, você pode ficar tranquilo: seu cão pode comer tomate! Ele é benéfico para a saúde de seu animal, entretanto ele exige mais cuidados que outros alimentos naturais.

O principal deles é o cuidado para não exagerar nas porções, já que por ter algumas substâncias que não são interessantes, é melhor reduzir a quantidade de ingestão. Por esse motivo, não baseie a dieta de seu amigo no tomate. Isso não é recomendado para nenhum alimento natural, mas com o fruto essa recomendação é ainda mais importante. 

Além disso, avise o médico veterinário responsável que você inseriu o tomate na dieta do seu cãozinho. O veterinário é o profissional que entende a saúde do seu animal de forma individualizada e será capaz de te direcionar a respeito dessa ingestão.

tomate-para-cães

Cachorro filhote pode comer tomate também?

Como sempre falamos em nossas postagens, é muito importante que os cachorros sejam “apresentados” a maior quantidade de alimentos desde filhotes. Assim, é mais fácil identificarmos as preferências deles.

Com o tomate não é diferente. Filhote de cachorro pode comer tomate desde pequeno, devemos apenas ter o cuidado de caso o animal não goste desse alimento para que não tentemos forçar e sim partir para as outras diversas opções, como: banana, cenoura, ovo cru, batata doce, melancia, entre outras.

Como oferecer tomate ao seu cachorro?

O tomate deve ser oferecido sempre sem semente, cru ou cozido e preferencialmente cortado em pequenos pedaços para evitar que seu animal engasgue. 

Também é possível oferecê-lo nos molhos de tomate, mas prefira sempre as receitas caseiras em detrimento dos industrializados. 

Outra maneira super deliciosa e refrescante de oferecer o tomate é através dos sucos! Você sabia que pode oferecer o famoso blood mary, com algumas adaptações? No ebook produzido pelo Clube dos Bichos em parceria com a médica veterinária Lívia Dias, nós ensinamos essa receita que faz sucesso entre os cães. Clique e adquira o seu exemplar.

Em qual frequência posso dar tomate para o meu cachorro? Cães podem comer tomate todo o dia?

O ideal é nunca oferecermos o mesmo alimento para o animal todo o dia, mesmo que seja em forma de agrado ou petisco. Esse hábito acaba por limitar a quantidade de nutrientes que nossos animais comem e dificultam a introdução de novos tipos de alimentos.

Portanto, procure não oferecer tomates mais que 3 vezes por semana de tomate para seu cãozinho. 

Além disso, não ofereça perto das refeições maiores sem o auxílio de um Médico Veterinário Nutrólogo que acompanhe e faça o balanceamento da alimentação de seu cão.

Quando oferecer tomate ao seu cachorro?

O tomate pode ser utilizado de maneira recreativa como um petisco ou snack. Sendo assim, ele funciona muito bem para os momentos de adestramento e de brincadeiras, já que o fruto vai servir como um delicioso estímulo. 

Já na receita de blood mary, o tomate também vira um aliado dos dias mais quentes, servindo como um ótimo refrescante

Por fim, ele também pode ser um aliado nos casos de desidratação, já que leva uma quantidade considerável de água em sua composição. 

tomate-faz-mal-para-cachorro

Quando evitar oferecer tomate ao seu cachorro?

Se o seu cãozinho estiver apresentando quadros de diarreia, vômitos ou demais males gástricos ou intestinais, é hora de suspender a ingestão do fruto e avisar o médico responsável por ele. 

Além disso, se você perceber que seu animal não tem interesse ou não gostou do fruto, não o force a ingerir. Apesar dos bons nutrientes e do gosto ser bem aceito pelos cães, não há problema algum se o paladar dele não se adaptar a esse novo estímulo. Faça tentativas com outros alimentos e encontre aquele que ele goste! 

E aí, gostou de aprender mais sobre o tomate? Esperamos que você aplique as nossas dicas no seu dia a dia com seu peludo! Aproveite e confira também os benefícios da ingestão da banana e da batata doce para o seu cão

Esperamos você no próximo conteúdo. Até lá! 


guilherme rezende

Guilherme Rezende

Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Pós graduado em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Universidade Castelo Branco (UCB).


Cofundador da plataforma Clube dos Bichos.

fabiano carregaro

Fabiano Carregaro

Médico Veterinário graduado pela Universidade de Brasília (UnB).
Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Cofundador da Plataforma Clube dos Bichos.


Referências Bibliográficas:

Couto, H. P. e Corte Real, G. S. C. P.. Nutrição e Alimentação de Cães e Gatos. Aprenda Fácil Editora. 2019.

França, J.. Alimentos convencionais versus naturais para cães adultos. Tese de Doutorado. 2009.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: