Fique conectado

Fases da Vida

Câncer de mama em cadelas e gatas: prevenção e tratamento.

Equipe Clube dos Bichos

Publicado

em

Existe câncer de mama em cadelas e gatas? O câncer de mama é uma doença muito presente na população humana. Segundo a Agência Internacional de Pesquisa em Câncer (IARC), o câncer de mama é um dos três tipos de câncer que mais atinge as mulheres em todo o mundo.

Entretanto, o câncer de mama não é uma enfermidade exclusiva da espécie humana: os animais de companhia também apresentam essa grave doença. Esse é o tipo de tumor mais frequente nas cadelas e o terceiro tipo mais comum nas gatas.

Igualmente preocupante é o fato de que essa doença apresenta grande possibilidade de se apresentar como a forma mais grave dos tumores em animais de companhia. Cerca de 50% a 60% dos tumores de mama nas cadelas são malignos, sendo que nas gatas essa frequência sobe para 80% a 90%.

A prevenção do câncer de mama em cadelas e gatas, assim como em humanos, é também muito difundida durante o mês de outubro, pela campanha “Outubro rosa pet“.

O que é o Outubro Rosa Pet?

Outubro Rosa é uma campanha difundida em todo o mundo. Tem a intenção de lembrar a população sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama.

Inicialmente somente realizado para humanos. Mas, atualmente, também é uma pratica adotada pensando nos animais de companhia.

A campanha, outubro rosa pet, tem como objetivo informar aos tutores sobre a existência do câncer de mama nos animais. Acima de tudo, conscientizar sobre a necessidade de se fazer exames periódicos, visando o diagnóstico precoce dessa doença.

outubro rosa

Inegavelmente número de casos de tumores de mama nos animais de companhia vem aumentando ao longo dos últimos anos. Dentre as causas desse crescimento, podemos destacar o aumento da expectativa de vida dos animais.

Então, quais as causas para o aparecimento do câncer de mama em cadelas e gatas?

O câncer de mama não possui apenas uma causa, é uma doença multifatorial. Além do aumento da expectativa de vida, devemos destacar como as principais causas: a predisposição genética, a alimentação, a obesidade, a radiação solar, a poluição ambiental e principalmente a influência hormonal.

Portanto, a administração de anticoncepcionais em cadelas e gatas aumenta significativamente as chances do aparecimento de câncer de mama.

Quais são os sintomas?

Os primeiros sintomas do câncer de mama são muito discretos, mas é nessa fase que o tratamento apresenta as maiores taxas de sucesso.

Dentre os principais sintomas, podemos destacar:

  • Inchaço e/ou aumento de volume nas mamas;
  • Dor na região das mamas (animal tende a lamber a região das mamas mais do que o normal);
  • Presença de secreções com odores desagradáveis;
  • Nódulos de tamanhos variados nas mamas e/ou na região mamária.
cancer de mama

Entretanto, o câncer de mama em cadelas e gatas se caracteriza por ser uma doença silenciosa. Seus sinais iniciais são muito sutis e inespecíficos, como por exemplo: prostração, diminuição do apetite e febre. Portanto, podem estar relacionada com uma outra enfermidade qualquer.

Portanto, os tutores são personagens fundamentais na identificação de qualquer tipo de alteração com os bichinhos. A intervenção precoce pode ser decisiva na possibilidade ou não de cura do câncer de mama.

E os machos? Eles podem ter câncer de mama?

Assim como na espécie humana, os machos da espécie canina e felina também apresentam tecido mamário em seu corpo. Portanto, devido à presença desse tipo de tecido, os cães e os gatos também podem apresentar tumor de mama.

Entretanto, como as fêmeas possuem uma maior quantidade de tecido mamário, há maiores chances delas apresentarem câncer de mama.

Então, como faço o diagnóstico do câncer de mama em meus animais?

A melhor forma de diagnosticar precocemente o câncer de mama nos animais é em casa. O tutor, num momento de carinho com seu animal, deve palpar a região do tórax e abdômen com a finalidade de identificar a presença de nódulos.

Essas estruturas podem ser de quaisquer formato, consistência e tamanho. Assim como, haver secreções de diversas cores, com ou sem odor.

Além disso, é importante notar se há aumento de volume (inchaço) nas mamas dos animais, machos ou fêmeas. E ao menor sinal de anormalidade o animal deve ser levado para atendimento médico veterinário.

A palpação das mamas é um exame indolor que pode identificar a presença do câncer de mama bem no início. Além disso, é fundamental que todos os animais sejam submetidos a um check up anual, onde eles passarão por uma consulta médico veterinária.

O diagnóstico precoce da doença pode ser determinante para o tratamento dos animais.

O câncer de mama tem tratamento?

Independente do caráter de benigno ou maligno do tumor de mama, a retirada cirúrgica do nódulo mamário é recomendada.

Entretanto, a extensão da cirurgia vai depender da avaliação que o médico veterinário fará de cada caso, podendo ser utilizada 3 diferentes técnicas.

  1. Retirada apenas das mamas acometidas;
  2. Remoção total da cadeia mamária em que se observou o câncer de mama (direita ou esquerda);
  3. Retirada total das duas cadeias mamárias (direita e esquerda).

Ademais, pode ser necessário o uso de quimioterápicos, para evitar recidivas ou o aparecimento de novos nódulos tumorais em outros locais do corpo do animal (metástases).

Mas existe alguma foram de prevenir o câncer de mama em cães e gatos?

Certamente, a principal forma de prevenção é a castração das cadelas e das gatas, principalmente antes do 1º cio.

Assim, durante a castração, é feita a retirada dos ovários, órgãos responsáveis pela produção dos hormônios capazes de estimular o aparecimento de câncer de mama.

Se a castração é feita antes do 1º cio, como resultado, as células das glândulas mamárias não serão expostas a praticamente nenhuma quantidade de hormônio e as chances do aparecimento de nódulos tumorais cai para 0,5%.

Caso a castração ocorrer antes do 2º cio há diminuição do aparecimento de câncer de mama, na faixa de 8%.

A castração após o 2º cio não previne mais o aparecimento de câncer, uma vez que as células das glândulas mamárias já foram expostas a altos níveis hormonais, ou seja, os animais voltam à estatística descrita acima em que até 90% dos animais podem ser acometidos.

Mas a gestação não previne também o aparecimento do câncer de mama?

Um mito altamente disseminado entre os criadores de pets é de que a gestação previne o aparecimento de câncer de mama.

Devemos sempre alertar que a cruza não previne o aparecimento de câncer de mama das cadelas e gatas.

Então, vamos aproveitar o mês de outubro para realizar o exame de palpação nas mamas das nossas cadelas e gatas.

Aliás, lembre também seus amigos e parentes que possuem cães e gatos sobre esses cuidados tão simples e importantes para o diagnóstico precoce e o aumento do sucesso no tratamento.


VEJA TAMBÉM:


Olho de cereja em cachorro! O que fazer? [“Cherry eye”]

Cirurgia do carocinho no olho do cachorro [Olho de Cereja]


guilherme rezende

Guilherme Rezende


Médico Veterinário formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
Pós graduado em Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais pela Universidade Castelo Branco (UCB).

Cofundador do site Clube dos Bichos.

fabiano carregaro

Fabiano Carregaro


Médico Veterinário graduado pela Universidade de Brasília (UnB).
Mestre em Ciências Veterinárias pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Cofundador do site Clube dos Bichos.


Referência Bibliográfica:

GOLDSCHMIDT, M.; PEÑA, L.; RASOTTO, L.; ZAPPULLI, V. Classification and grading of canine mammary tumors. Veterinary Pathology. p. 48, 117. 2011.

DALECK, Carlos Roberto et al. Aspectos clínicos e cirúrgicos do tumor mamário canino: evolução clínica e cirúrgica. Cienc. Rural , Santa Maria, v. 28, n. 1, pág. 95-100, março de 1998.

ALLEN, S. W., MAHAFFEY, E. A. Canine mammary neoplasia: prognostic indicators and response to surgical therapy. Journal of the American Animal Hospital Association, v.25, p.540-546, 1989.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: