Fique conectado

Saúde

COPROFAGIA: uma visão médico comportamental sobre a questão.

Fabiano Borba Guimaraes

Publicado

em

comer cocô

Coprofagia, o que é?

Coprofagia: a definição deste costume nos dicionários é: “Psicopatologia. Ação ou exercício que consiste em comer fezes.”. Mas será que realmente esse ato pode sempre ser considerado uma patologia?

Comer fezes é um hábito muito desagradável em cães. Vários tutores têm dificuldades em lidar com esse problema, o que acaba estremecendo as relações entre nós e os nossos peludinhos.

Mas você sabia que, na perspectiva do cachorro, isso pode não ser nada anormal? Sim, isso mesmo!

Existem várias suposições do porquê isso acontece, mas esse comportamento pode ser considerado normal.

É normal o cachorro comer fezes? Como assim?

A primeira coisa que temos que questionar é “como pensa o Totó”? Não é provável que nosso cão veja o mundo da mesma forma que nós e na “Cachorrolandia” as fezes não são algo nojento.

Isso talvez explique por que na maioria dos casos de coprofagia não é possível estabelecer uma causa clínica para este comportamento.

Atualmente, o que se observa é que esse hábito está cada vez mais presente em cães saudáveis, ou seja, sem nenhuma alteração de saúde.

Remédio para Shih Tzu parar de comer fezes, existe?

Antes de sair correndo para dar um remédio ao amiguinho, vamos ver se a ciência concorda com o senso comum que diz que o Shih Tzu (ou Shih-Tzu) é um porquinho.

Até agora, são poucos os dados sobre a correlação de raças e coprofagia, mas sabemos que grupos como os Terriers e os Hounds são mais propensos. Portanto, quando alguém acusar o seu Shith Tzu de comedor de cocô, você pode responder: “Ainda não temos provas sobre isso”!

Uma das hipóteses para o animal, de qualquer raça, apresentar o comportamento de coprofagia é a de que esse hábito pode ser herança dos ancestrais selvagens do cão. Pois, alimentar-se de fezes, principalmente das fezes ainda frescas, até cerca de dois dias, poderia ajudar a matilha a se manter livre de parasitas!

Ademais, para dar um nó na cabeça, os cães coprofágicos nem sempre tem maus hábitos de higiene. Eles, inclusive, podem ter a característica de defecar somente fora de casa.

Contudo, você pode imaginar que coprofagia faz mal, não é? Como assim? Livres de parasitas?

Amigo tutor, saiba que enquanto as fezes ainda estão frescas, boa parte dos parasitas não está apta a infectar o animal.

Por isso, comer cocô ainda fresco pode ser uma maneira eficaz de evitar que o cachorro e seus companheiros se contaminem.

Assim sendo, mesmo que existam riscos de bactérias contaminantes nas fezes, esse seria um mal menor quando pensamos na sobrevivência de toda matilha. Desse modo, apenas o abnegado Totó comilão estará em contato com os contaminantes contidos nas fezes, ou seja, esse pode ser considerado um ato heroico.

Então, você pode deixar de chamá-lo de “porquinho” agora, porque o nosso bichinho está se sacrificando pelo bem de todos.

comer coco

AINDA NÃO ESTÁ CONVENCIDO?      

Se você ainda não se convenceu, não existe correlação comprovada entre comportamentos compulsivos, outros transtornos comportamentais e coprofagia.

Por isso, provavelmente o seu cachorro não é maluquinho só porque come cocô. Todavia, existe uma boa possibilidade de ele ser guloso, pois mais da metade dos animais com esse comportamento tem apetite maior do que a média.

Se o peludinho mora com vários cães, come sujeira e fezes de gato, a probabilidade de ele comer os próprios excrementos ou os de outros cães é ainda maior.

Além disso, em outras situações o ato de comer as fezes é um comportamento desejável, como é o caso de cadelas que acabaram de ter ninhadas. Isso porque uma boa mãe precisa manter os filhotes limpinhos, sem sujidades que atraiam moscas e parasitas.

Abacaxi para coprofagia?   

Apesar de várias páginas na internet dizerem que abacaxi é um bom remédio para a coprofagia, ainda não há experimentos corroborando essa hipótese. 

Do mesmo modo, praticamente todos os produtos disponíveis no mercado contra coprofagia não tem eficácia comprovada.

comer coco

Como fazer o cachorro parar de comer fezes? 

Afinal, eu sou obrigado a mencionar que este é um hábito muito difícil de ser modificado, pois tem razões que remetem a história evolutiva do cão.

Entretanto, nem tudo está perdido. Se você quer saber o que fazer com um cachorro coprofágico, eu recomendo que você leia o post: “Porque cachorro come fezes? Coprofagia: O que é? Quais as causas? Como tratar?”, aqui no Clube dos Bichos.

E se você gosta de vídeos, pode assistir esses abaixo, feito com carinho pela nossa equipe do Clube dos Bichos.


VEJA TAMBÉM:


Porque cachorro come fezes? Coprofagia: O que é? Quais as causas? Como tratar?

ADESTRAMENTO, será que é isso que seu animal precisa?

Adoção de Cachorro: o amor supera qualquer barreira?



Referências Bibliográficas:

Lynette A. H., Abigail P. T., Alisha T., Melissa J. B. The paradox of canine conspecific coprophagy, Vet Med Sci. 2018.

Kimura, L. M. S. Principais zoonoses. In: Animais de Laboratório: criação e experimentação [online] – Capítulo 24. 2002.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: