Fique conectado

Saúde

Endocrinologia Veterinária: Quais são as doenças mais comuns?

Fernando Schimidt

Publicado

em

cão-obeso

A endocrinologia veterinária é uma ciência de grande importância na saúde de nossos animais. Nos dias atuais, os tutores já percebem que a necessidade dos animais não difere muito das necessidades apresentadas pelos homens.

Com isso, a medicina veterinária a cada dia eleva as exigências para que os profissionais possam atender seus pacientes peludos com a máxima qualidade.

Visto que os cães e gatos manifestam doenças similares às da espécie humana, foi natural o desenvolvimento de diversas áreas especializadas dentro da Medicina Veterinária, dentre elas a endocrinologia.

Endocrinologia: o que é?

A endocrinologia é a especialidade médica veterinária responsável pelo estudo, investigação e tratamento das doenças hormonais e metabólicas causadas pelo incorreto funcionamento das glândulas dos cachorros e dos gatos.

Portanto, os principais órgãos de regulação hormonal de interesse para o endócrino de animais são os seguintes: tireoide, hipófise, ovários, testículos, adrenais e pâncreas.

Endocrinologia veterinária: Para que serve?

O médico veterinário endocrinologista é o profissional responsável por tratar as doenças hormonais e metabólicas apresentadas pelos cães e gatos.

As doenças endócrinas que acometem os cães e gatos são basicamente as mesmas que ocorrem na espécie humana. Portanto, também necessitam, muitas vezes, de acompanhamento por toda a vida do animal.

Os problemas endócrinos mais comuns são o hiperadrenocorticismo (ou síndrome de cushing), hipoadrenocorticismo, diabetes mellitus, hipotireoidismo, hipertireoidismo e obesidade.

gato-obeso

Os cães e os gatos, quando estão com alguma disfunção endócrina, apresentam manifestações clínicas a saber: ganhar ou perder peso excessivamente, beber muita água e urinar exageradamente, aumento de apetite, distensão abdominal, sonolência, apatia e preguiça, tremores, e lesões de pele recorrentes.

Quais os principais sintomas de cada doença endócrina?

1. Hiperadrenocorticismo:

O Hiperadrenocorticismo, também conhecido Síndrome de Cushing em cães ou em gatos, é caracterizada pela produção excessiva do hormônio cortisol que é produzido pela glândula adrenal.

Animais com essa disfunção podem apresentar diversos problemas. Dentre eles, os principais são: dermatites recorrentes, apetite muito aumentado, abdômen dilatado, ingestão de água e micção exacerbada, pele fina, respiração ofegante e cegueira.

2. Hipoadrenocorticismo:

Já o hipoadrenocorticismo caracteriza-se pela produção insuficiente do cortisol pela mesma glândula. Essa doença pode manifestar-se após eventos estressantes, como banhos, viagens ou comemorações com fogos de artifícios. Como resultado desses eventos, os cães podem apresentar, inicialmente, vômitos e diarreias e podem desidratar rapidamente, necessitando de hospitalização imediata.

3. Diabetes Mellitus:

A Diabetes Mellitus aparece quando há deficiência parcial ou absoluta de insulina, produzida pelo pâncreas, aumentando a concentração de açúcar no sangue. Animais com essa doença bebem água de forma exagerada e urinam muito. Além disso, também apresentam uma perda de peso rápida, apesar do apetite aumentado. Cães ou gatos com esta doença necessitam iniciar o tratamento o quanto antes.

4. Hipotireoidismo:

O hipotireoidismo, assim como no ser humano, é uma das doenças hormonais mais comuns em cães e ocorre devido à ação insuficiente dos hormônios triodotironina (T3) e tiroxina (T4) em seus tecidos alvos.

Os animais com hipotireoidismo geralmente são preguiçosos, podem apresentar queda de pelo em algumas regiões do corpo, sentem muito frio e ganham muito peso, mas comem pouco.

felino-com-frio

5. Hipertireoidismo:

O Hipertireoidismo é mais comum em gatos com idade acima de 8 anos e ocorre, via de regra, por tumores na glândula adrenal, pois secretam em excesso os hormônios tireoidianos.

Assim, o gato com hipertireoidismo pode apresentar-se muito magro, muito ativo, com apetite aumentado e com o pelo seco e despenteado. Além disso, podem ter diarreias e vômitos.

6. Obesidade:

Fala-se em Obesidade quando o cão ou o gato está 20% acima do seu peso ideal. Por mais que eles fiquem muito fofos quando estão gordinhos, devemos nos preocupar, pois esse excesso de gordura pode afetar diversos sistemas e comprometer muito a saúde e o bem-estar do seu pet. 

cachorro-gordo

O animal obeso pode apresentar problemas de pele constantemente, pressão alta e sobrecarga nas articulações, o que pode gerar problemas de locomoção. Além disso, podem desenvolver doenças urinárias, fígado gorduroso, inflamações do pâncreas, colapso de traqueia e diabetes.

Endocrinologia: como é o trabalho de um endocrinologista veterinário?

O médico veterinário especializado na área de endocrinologia atende animais com problemas de alteração na produção e secreção dos hormônios endócrinos.

A partir do histórico e do exame clínico, ele busca correlacionar as alterações apresentadas com disfunções hormonais e, dessa forma, solicitar os exames corretos para o seu pet e indicar o tratamento adequado.

O diagnóstico das doenças de origem endócrina nem sempre é fácil, sendo necessária a realização de alguns exames, tais como: hemograma, avaliação dos rins e do fígado, exame de urina, ultrassom abdominal ou de tireoide, além de testes hormonais.

Uma vez diagnosticado o problema, o tratamento é iniciado. Todavia, muita vezes são tratamentos longos que podem se estender pelo resto da vida do animal.

Assim, sempre que suspeitar que seu animal tenha alteração hormonal, procure um profissional para que seu pet possa receber tratamento adequado.

Após controlar a disfunção apresentada, seu animalzinho poderá ter uma vida saudável, com muito conforto e alegria.  


VEJA TAMBÉM:


Cachorro gordo: quais os riscos e como resolver o problema da obesidade canina.

GATO GORDO pode comer frutas?

Alimentação Natural para cães e gatos e Comida Caseira. Existe diferença?



Referência Bibliográfica:

JERICÓ, M.M; NETO, J.P.D.; KOGIKA, M.M. Tratado de Medicina Interna – Dermatologia Veterinária. In: CRUZ, F.G.B.C.; MANOEL, F.M.T. ed. Roca, 2016.

IRES, M.D.M. Fisiologia 4ª ed. In: MACHADO, U.F. ed. Guanabara Koogan.p. 986-995

Greenspan’s Basic e Clinical Endocrinology – 10ª edição.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: